Maria Fernanda
31 anos
Rio de Janeiro / Recife
email

Meu Fotolog

Eu leio

abobrinha
bocozices
montanha russa
meu outro eu
mudando de assunto
ornitorrinco
penso logo hesito
pururuca
mary w

 

Gulinias Antigas


Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

 


Powered by Blogger




 


   16.8.05  
Estou a dois passos do paraíso






Luiza, estou chegando com as suas encomendas do "sul maravilha".



   15.8.05  
Pronto...
Estou aqui indócil...
Até dia 17 de setembro, a data do show do Moby no Rio de Janeiro.
(a merda é: vai ser no Riocentro... putz, dias e dias errando o caminho pra chegar até lá).



   11.8.05  
Estava lendo meus scraps no Orkut e me assustei pelo o fato de constatar que eu tenho uma grande quantidade de amigos sequelados (tenho que entrar nessa comunidade urgentemente).
Nada contra os sequelados... afinal eu sempre respondo os scraps a altura, por ser um deles também.


"Não esqueçede 4a feira, hein? As 17h30..
Ahhh Euclides manda um beijo e manda dizer que vc nunca mais ligou pra ele..
Poxa Nanda... não faz isso né?? Rs...
Beijinhos querida"

(Vale dizer que Euclides é um chaveiro do Snoppy)


"Zé!!
Sumi não, tô na área.. é essa maldita telemar que não reconhece mais esse seu celular aí... Bora fazer algo na quinta?! beijos
Nosfera"

('Zé' em alusão a um epsódio do Bob Esponja: Zé do Picadinho. E Nosfera, é a forma carinhosa de chamar Nosferatu, o vampiro... é isso mesmo).

"ihhhhhhh...tou achando que o piu tá ficando trimestral!!! E aí, quanto tempo? Tudo tranquilo? beijos para todos! Apareça!"

(Eu tenho um 'pacto' com essa amiga de mandar um 'Piu' pra ela todo mês. Um piado, saca? Quando éramos mais nova ela dizia que eu era 'pintinho' - enquanto todo mundo já estava na galinhagem, eu, muito da quieta, estava na fase pinto. Aí ficou isso. Um pinto, um piado... e a viagem não pára...)

"cara tava pensando uma coisa aqui.. as focas e os ursos polares não andam em fila.. qual eh a dos pingüins? Será que o urso zoa a fila dos pingüins?"

(Essa é uma viagem tão grande que nem tem como eu começar a explicar. Algo como "onda Discovery Channel")



   9.8.05  
"É curioso as pessoas acharem que arrumar uma cama é extamente a mesma coisa que arrumar uma cama, que estender a mão é sempre a mesma coisa que estender a mão, que abrir uma lata de sardinhas é abrir até o infinito a mesma lata de sardinha. Tudo é excepcional..."
(Juliio Cortázar)



   8.8.05  
A gente não quer só comida
A gente que comida diversão e arte!

Filmes

1- Batman Begins: já falei dele aqui, logo não vou repeti.

2- A Fantástica Fábrica de Chocolate: Tim Burton do início ao fim. Simplesmente maravilhoso, engraçado e divertido. Fiquei encantada vendo o filme. Johny Deep perfeito. Cores, música e fantasia muito bem transformados em um filme.

3- Sin City: bem... é... o filme é bom, eu sei disso. Mas eu não gosto dessa coisa de HQ. As histórias nunca me interessam tanto; logo, em meia hora de filme eu já estava agoniada na poltrona. Uma reviravolta do enredo ali, uma sacação aqui... só assim eu voltava a me empolgar um pouco . O filme é quadrinhos transportado para tela do cinema, e esse é o grande lance. Vale pela inovação, pela estética. Eu é que sou chata e não gosto dessas coisas.

Livros

1- Bilac Vê Estrelas, Ruy Castro: eu e minha mania de quando eu descubro um autor vicio e quero ler tudo do cara. Depois de ter lido várias crônicas de Ruy Castro, apostei nesse romance e gostei muito. Bem simplesinho, dá pra ler num fôlego só. Como pano de fundo da trama, o Rio Antigo... ruas, monumentos, pessoas e locais. Adoro!!! Lendo você viaja no tempo e passeia pela cidade a cada página.

2- Trainspotting: quase acabando de ler. Estou adorando. Eu que já havia visto o filme (e gostado muito) estou devorando o livro, muito frenética... no ritmo da trilha sonora do filme. Se o filme já é bom, o livro é bom ao quadrado.



   6.8.05  
Música do dia:

Para Ver as Meninas, de Paulinho da Viola.
Descobri a música hoje, cavucando os cds do meu pai, e estou apaixonada por ela (nem tanto pela letra, mas pela melodia).

Silêncio por favor
Enquanto esqueço um pouco
a dor no peito
Não diga nada
sobre meus defeitos
E não me lembro mais
quem me deixou assim
Hoje eu quero apenas
Uma pausa de mil compassos
Para ver as meninas
E nada mais nos braços
Só este amor
assim descontraído
Quem sabe de tudo não fale
Quem não sabe nada se cale
Se for preciso eu repito
Porque hoje eu vou fazer
Ao meu jeito eu vou fazer
Um samba sobre o infinito



   5.8.05  
Questões do dia:

1- Antes de existir o Box (chuveiro), aonde viviam os 'bichinhos de box'?

2- Pq os pombos atravessam a rua andando, correndo o risco de serem atropelados, se eles podem voar?



   4.8.05  
Mas não é...?

Esse céu azul azul azul, sem nenhuma nuvenzinha, só o azul, brilhando muito... chega a me entorpecer.



   2.8.05  
Minha mãe deveria ser impedida de sair a rua sozinha.

Outro dia ela saiu das Lojas Americanas com a cesta de compras e tudo. O pior foi o segurança que fica na porta da loja nem ter percebido (e aquela campanhia não ter apitado). Quando ela estava já atravesando a rua que ela se deu conta, então, voltou para pagar.

Hoje ela saiu para ir ao dentista com um pé de cada sapato. Quando ela notou, parou numa loja e comprou sapatos novos.

Essa é minha mãe... por isso que eu sou assim!!! (hehehe)



   1.8.05  
Odeio Segunda - feira

Odeio ficar em dúvida
Odeio não saber o que falar
Odeio ficar sem resposta
Odeio fazer as contas e descobri que não posso pagar
Odeio esquecer as coisas
Odeio ficar tentando interpretar coisas que não são pra ser interpretadas
Odeio que me cobrem atitudes
Odeio falar no telefone assim que eu acordo
Odeio ter que prestar atenção em assunto que eu não dou a mínima
Odeio dias lindos quando estou mal humorada