Maria Fernanda
31 anos
Rio de Janeiro / Recife
email

Meu Fotolog

Eu leio

abobrinha
bocozices
montanha russa
meu outro eu
mudando de assunto
ornitorrinco
penso logo hesito
pururuca
mary w

 

Gulinias Antigas


Dezembro 2003

Janeiro 2004

Fevereiro 2004

Março 2004

Abril 2004

Maio 2004

Junho 2004

Julho 2004

Agosto 2004

Setembro 2004

Outubro 2004

Novembro 2004

Dezembro 2004

Janeiro 2005

Fevereiro 2005

Março 2005

Abril 2005

Maio 2005

Junho 2005

Julho 2005

Agosto 2005

Setembro 2005

Outubro 2005

Novembro 2005

Dezembro 2005

Janeiro 2006

Fevereiro 2006

Março 2006

Abril 2006

Maio 2006

Junho 2006

Julho 2006

Agosto 2006

Setembro 2006

Outubro 2006

Novembro 2006

Dezembro 2006

Março 2007

Abril 2007

Maio 2007

Junho 2007

Julho 2007

Agosto 2007

Outubro 2007

Novembro 2007

Dezembro 2007

Janeiro 2008

Fevereiro 2008

 


Powered by Blogger




 


   27.4.06  
Ironia ou Humor Negro:

Minha mãe está internada em um hospital.
Dieta zero, quer dizer, não come e não bebe nada.
Em frente da sua cama um quadro pra tirar a monotonia das paredes brancas: uma gravura (do Caribé) de uma baiana fritando acarajé.

Minha mãe continua internada.
Agora já passou para dieta líquida.
Suco, chá e sopa (rala).
Quando a sopa é servida, junto com a colher vem um guardanapo e um palito.
Um palito... isso mesmo!!!!



   20.4.06  
Cada ser tem sonhos a sua maneira



   17.4.06  
Mistérios da Literatura

* Achava que "1984" era realemente sobre 1984, e não conseguia pensar em nada mundialmente importante que tinha acontecido naquele ano para merecer um livro (além da Constituição brasileira, mas não daria um livro, né? Só se fosse escrito pelo Sarney. e isso eu sabia que não era.)

* "1968 - a ano que não terminou". Sim era sobre 1968. Ufa!

* Eu achava que o escritor Italo Calvino - que escreveu coisas ótimas como, "Cidades Invisíveis" - fosse o mesmo Calvino da Reforma Protestante, Contra-reforma, aquela coisa toda de religião do século XVI. (eu já contei dessa minha dificuldade de diferenciar os dois aqui nesse blog).

* Guimarães Rosa e Graciliano Ramos não são a mesma pessoa?

*Dê-me um cigarro
Diz a gramática
Do professor e do aluno
E do mulato sabido
Mas o bom negro e o bom branco
Da Nação Brasileira
Dizem todos os dias
Deixa disso camarada
Me dá um cigarro

Oswald ou Mário de Andrade?

* Álvares de Azevedo e Augusto dos Anjos. Se eu já comprei uma achando que fosse o outro, e o outro achando que fosse um, CLARO!

* É só ouvir o nome Raquel de Queiroz pra imediatamente pensar em "Os Quinze", embora não faça, até hoje, a mínima idéia do que venha ser esse livro. Mas imagino uma coisa muito, muito chata.

* Assim rapidamente, vendo uma foto, você nunca confundiu Jorge Amado com Dorival Caymmi? Duvido!

* Rubem Braga, Rubem Fonseca e Ruy Castro. Tive que ler um a um pra descobrir que eram três. Rubem Braga não desceu bem (leia-se: Chato!). Rubem Fonseca eu li, li, li vários contos e gostei muito, mas os romance não vingaram. De Ruy Castro me apoixonei, seriamente, por Carnaval de Fogo.



   12.4.06  
A saga do All Star "cru":

- Já comprou a All Star que vc queria, minha filha?

- Não, não tem mais!!!!

- Claro, fica patetetando. Mas como assim não tem mais? (primeiro "elogia", depois indaga)

- Não tem!!!! Tava lá, semana passada, na vitrine, e hoje não tinha mais, fui a três lojas e nada.

- Claro, é feriado.

- O que tem o feriado com isso?

- As pessoas viajam e compram coisas novas para o feriado.

- Que pessoas são essas? Eu nunca comprei nada para o feriado. Quem compra all star (atente para o detalhe: da cor "cru") para o feriado????

- Compram, compram. (assim mesmo... indeterminado)

- All Star para páscoa!!!! essa é boa!!!!

FELIZ PÁSCOA COM ALL STAR NOVO, PESSOAL!!!


(hoje eu achei o tal All Star cru, pois eu já estava achando que eu tinha tido uma visão. mas claro, não tinha o meu tamanho... só tamanho grande!!!! comprei outro que achei lindo lindo lindo... mas sabe como é... eu ainda quero o "cru", sem trocadilhos por favor. Valeu angelique!)



   11.4.06  
assim assim...

lendo - Caio Fernando Abreu, " Caio 3D, O Essencial da Década de 70" e "O Complexo de Portnoy", de Philip Roth.

ouvindo - Marisa Monte, Universo ao Meu Redor; Cramberries, No Need to Argue e U2, Rattle and Hum (os três cds que estão no som há dias).

contemplando - cores do céu e formas das nuvens.

viciada - www.pokerroom.com

rindo - Felipesco imitando Regina Casé no TV Pirata.

bebendo - vodka com coca cola light ou soda.

comendo - coxinha de galinha com catupiry da Lecadô.

procurando - All Star "cru" tamanho 35/36 (me ajudem!!!!!!).

adquirindo - cartão fidelidade de qualquer loja (saraiva, imaginario), tudo por um desconto.

tentando - me desapaixonar para me apaixonar...

aprendendo - a gostar de HQ (passei no primeiro teste, gostei de Maus, de Art Spiegelman).

de volta - fotolog voltou a funcionar.



   2.4.06  
Ouvindo e reouvindo intensamente:

Não vá pensando que determinou
Sobre o que só o amor pode saber

Só porque disse que não me quer
Não quer dizer que não vá querer

Pois tudo o que se sabe do amor
É que ele gosta muito de mudar
E pode aparecer onde ninguém ousaria supor

Só porque disse que de mim não pode gostar
Não quer dizer que não tenha do que duvidar
Pensando bem, pode mesmo
Chegar a se arrepender
E pode ser então que seja tarde demais

Vai saber?

(Marisa Monte. CD: Universo ao Meu Redor. Letra Adriana Calcanhoto)